A zona híbrida do ensino e da aprendizagem


Desculpe, o registro terminou.

O ensino e aprendizagem suportados numa modalidade híbrida conheceram maior destaque com a situação pandémica, contudo é um conceito e uma prática com pelo menos uma década. São diversas as terminologias e práticas de uma abordagem pedagógica híbrida: ensino misto, semi-presencial, flipped learning, blended learning, flexible teaching, flexible learning, technology-based learning, entre outros. A aprendizagem híbrida é essencialmente uma forma de repensar e redesenhar a relação entre o ensino e aprendizagem, e não a simples transmissão e disponibilização de conteúdos através de meios tecnológicos. Num desenho pedagógico híbrido uma parte do tempo (usualmente presencial) é dedicada a atividades de aprendizagem ativas e laboratoriais, colaborativas e significativas e de aprofundamento e consolidação de conhecimentos; uma outra parte do tempo (usualmente não presencial), é dedicada a atividades expositivas e demonstrativas (gravada ou em tempo real), leitura de recursos, visualização de demonstrações ou componentes práticas suportadas em ferramentas digitais. A presente formação tem por finalidade diferenciar e caracterizar as diversas terminologias e práticas inerentes a um modelo pedagógico híbrido, definindo-se como principais objetivos: - caracterizar o conceito do ensino híbrido no ensino superior; - conhecer desenhos pedagógicos baseados em modelos híbridos; - identificar práticas/atividade de aprendizagem em contextos de aprendizagem híbridos; - reconhecer processos de avaliação para contextos de aprendizagem híbridos. Em termos globais, no final desta formação, os formandos deverão ter adquirido os fundamentos e recursos de suporte para desenvolver práticas de ensino híbrido com o apoio de tecnologias digitais. Horário: 10:00 - 11:30 | Duração: 90 minutos


  • Data: 29-01-2021 10:00
  • Localização: Evento Online

Descrição

Horário: 10:00 - 11:30 | Duração: 90 minutos

O ensino e aprendizagem suportados numa modalidade híbrida conheceram maior destaque com a situação pandémica, contudo é um conceito e uma prática com pelo menos uma década. São diversas as terminologias e práticas de uma abordagem pedagógica híbrida: ensino misto, semi-presencial, flipped learning, blended learning, flexible teaching, flexible learning, technology-based learning, entre outros.
A aprendizagem híbrida é essencialmente uma forma de repensar e redesenhar a relação entre o ensino e aprendizagem, e não a simples transmissão e disponibilização de conteúdos através de meios tecnológicos.
Num desenho pedagógico híbrido uma parte do tempo (usualmente presencial) é dedicada a atividades de aprendizagem ativas e laboratoriais, colaborativas e significativas e de aprofundamento e consolidação de conhecimentos; uma outra parte do tempo (usualmente não presencial), é dedicada a atividades expositivas e demonstrativas (gravada ou em tempo real), leitura de recursos, visualização de demonstrações ou componentes práticas suportadas em ferramentas digitais.
A presente formação tem por finalidade diferenciar e caracterizar as diversas terminologias e práticas inerentes a um modelo pedagógico híbrido, definindo-se como principais objetivos:
- caracterizar o conceito do ensino híbrido no ensino superior;
- conhecer desenhos pedagógicos baseados em modelos híbridos;
- identificar práticas/atividade de aprendizagem em contextos de aprendizagem híbridos;
- reconhecer processos de avaliação para contextos de aprendizagem híbridos.

Em termos globais, no final desta formação, os formandos deverão ter adquirido os fundamentos e recursos de suporte para desenvolver práticas de ensino híbrido com o apoio de tecnologias digitais.

Biografia Formador(a):

João Paiva Monteiro

É subdiretor no Laboratório de Competências Transversais do Iscte, responsável pela implementação do Núcleo de Inovação e Desenvolvimento Pedagógico, onde se inclui o suporte técnico e pedagógico à plataforma Online Learning Iscte. Exerceu no Instituto Politécnico de Lisboa, Escola Superior de Educação (ESELx), funções técnicas como gestor da plataforma Moodle e professor adjunto convidado, na área da comunicação e produção multimédia. Licenciado em Ensino pela ESELx, possui Mestrado em Multimédia em Educação pela Universidade de Aveiro e em 2016 concluiu o doutoramento em Tecnologias de Informação e Comunicação em Educação, no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tem como áreas de interesse no contexto do ensino superior: o ensino à distância, inovação pedagógica e mudança organizacional, plágio, necessidades educativas especiais dos estudantes, desenvolvimento pedagógico e competências digitais.